Conheça Gabriela Sellmann. Trans que mudou de vida com a Privacy após viver tempos difíceis por conta da sexualidade

“Eu não tinha esperança em mim. Não achava que era capaz de realizar algo. E então conheci a Privacy e tudo mudou”, declarou a Sellmann

Muitas pessoas que antes tinham medo de declarar sua opção sexual, hoje, conseguem, através da maior visibilidade da comunidade LGBTQIAP+, ter coragem para ser quem são, e se abrir sobre esse aspecto de relevante importância das suas vidas. 

Este foi o caso da criadora de conteúdo Gabriela Sellmann, mulher trans de 24 anos, que há dois anos ingressou na maior plataforma de venda de conteúdo da América Latina, a Privacy. Em entrevista, a influencer, contou o que mudou através da plataforma em sua vida e como foi o processo de expor a sexualidade.  

A carioca contou que após se declarar trans, o que já era difícil na vida, piorou: “Eu não era ninguém, não tinha sustento e dependia da família, que não me dava apoio em nada. Não tinha esperança em mim, nem achava que era capaz de realizar algo.  Até que então conheci a plataforma e a minha vida mudou nesse momento.” 

Conhecida como Haku dentro da segunda maior plataforma de venda de conteúdo do mundo, ela relembra que criou o perfil em busca de uma alternativa rápida e urgente de ter algum dinheiro para sobreviver, mas a baixa autoestima lhe impactava muito na época: “No início eu não tinha tanta expectativa, com tantas modelos maravilhosas, sendo uma mulher trans, achava que nunca iria conseguir crescer na plataforma. Me enganei.”  

Através da Privacy ela conseguiu conquistar muitas coisas e hoje vive um momento bem diferente de quando ingressou na plataforma: Hoje vivo um sonho. A Privacy abriu diversas portas de trabalho para mim. Só de me sustentar, ter o meu apartamento, ter o meu carro, sem depender mais da família, já é muita coisa pra mim.”  

Gabriela já faturou mais de 25 mil reais na Privacy e consegue por mês, ter uma renda livre de mais de 5 mil reais o que deu a oportunidade de ela conquistar muitas coisas, sendo a principal sua independência financeira. Ao ser questionada sobre o que quer conquistar futuramente, enfatizou: “Quero primeiro atingir um objetivo pessoal, que é chegar aos 100 mil reais pela plataforma e receber o troféu pelos ganhos.”  

Além do ambicioso objetivo, agora ela pensa em dar os próximos passos e ingressar em uma faculdade de publicidade para lhe ajudar em sua carreira. Como muitos, Sellmann, também sonha em comprar o seu apartamento e tem o objetivo de morar fora do país. 

A modelo de ALT Model declarou: “A plataforma se tornou minha família. Quando mais precisei de apoio, os de sangue não estiveram aqui. Passei por muitos momentos difíceis, envolvendo abusos na infância, problemas psicológicos e negligência. Com a Privacy descobri que sou capaz, basta correr atrás dos meus sonhos, que os tornarei reais.”  

Sabemos que há desafios e barreiras enfrentados por pessoas da comunidade LGBTQIAP+ no mercado de trabalho, incluindo a discriminação e a falta de oportunidade. A história da Gabriela representa a de outras tantas pessoas que passam pela mesma situação e só precisam de um incentivo para fazerem o seu próprio futuro. A Privacy se orgulha em poder proporcionar isso para a Gabriela e tantos outros criadores na plataforma.  

Para acompanhar o perfil dessa mulher independente e que ultrapassou barreiras, é só assinar o perfil dela na Privacy: @haku. A assinatura custa R$10 e há também a opção de escolher os planos de 3 ou 6 meses com descontos dados pela própria criadora. A forma de pagamento é um diferencial da plataforma que aceita cartões de crédito, débito ou PIX.    

Tags

Últimos Posts