Bruna Santiago usa sua influência para educar os seguidores sobre o movimento negro

Bruna é militante do movimento negro e autora dos livros “O pensamento de Angela Davis” e “Queloides”.

Bruna Santiago, formada, mestra e doutorada em História, usou o sucesso que alcançou como criadora de conteúdo na Privacy para lutar pelo que acredita. Após alcançar a estabilidade financeira, a paraibana investiu com força total em seus estudos e agora está colhendo os frutos de suas conquistas.

“Quando eu fui para o doutorado, eu mudei de estado e o custo de vida é muito elevado em Porto Alegre. Eu estava voltando a trabalhar de garçonete, que foi o meu trabalho anterior, e na pesquisa”, disse ela em entrevista exclusiva à Privacy. “Quando analisei as possibilidades de trabalho, eu vi que a Privacy poderia me dar mais tempo, mobilidade e um faturamento maior”.

“Estar na Privacy me deu a possibilidade de ir para outros congressos, de viajar bastante. Conheci boa parte do Brasil”, adicionou. “[Gostei da] praticidade, do pagamento via Pix. Achei que é uma plataforma mais funcional”.

Bruna também faz muito sucesso na web com seu perfil nas redes sociais, chamado Leituras Pretas, onde discute sobre igualdade racial e a luta contra o racismo. Ela usa a internet para ajudar pessoas negras que, assim como ela, querem uma educação de qualidade, mas infelizmente não têm acesso a isso.

“A minha rede social é para didatizar o que eu conheci na universidade, porque eu conheci muito tarde”, revelou. “Só vim ter diálogo com isso quando já tinha mais de 25 anos, quando eu consegui entrar na faculdade”.

“Vendo que a grande massa da população negra não segue esse mesmo caminho e chega mais tarde na universidade, meu perfil acabou por orientar pessoas que estão querendo entrar e também quem já está lá, porque eu trabalho com orientações de TCC para a comunidade negra”, adicionou. “É um projeto voltado justamente para as pessoas que, como eu, vieram da periferia”.

Durante sua carreira, a influenciadora se aprofundou na pesquisa sobre o feminismo negro estadunidense, escrevendo um livro sobre a vida de Angela Davis, um dos grandes nomes do movimento, em 2021. Em 2023, ela estreou na literatura com o livro de contos “Queloides”.

“Trago um pouco de temas do cotidiano. Coisas que estão aí e que eu consigo transformar em matéria literária”, disse ela sobre a obra.

No futuro, Santiago pretende doutorar em História em Sandwich, Inglaterra, e voltar a morar no Nordeste para ficar perto da praia, onde gosta de “ler, tomar uma cerveja e ir no samba”.

Os conteúdos exclusivos de Bruna Santiago estão disponíveis por R$ 50/mês, através do perfil @brunasantiago, permitindo pagar através de cartão de crédito ou via Pix.

Tags

Últimos Posts