Graziela transforma hobby na Privacy em seu próprio negócio

Graziela transforma hobby na Privacy em seu próprio negócio

“A Privacy não só trouxe a questão financeira, mas uma maturidade para entendermos que ser criador de conteúdo é também uma empresa”, diz Naturista Fit

Graziela, residente em Curitiba, revelou em entrevista exclusiva à Privacy como sua vida deu uma reviravolta inesperada. Inicialmente envolvida na área de comércio exterior, Graziela, conhecida por Naturista Fit, passou por um período de incertezas durante a pandemia, sendo demitida por corte de custos.

“Eu migrei de coordenadora para analista e no meio desse propósito todo não estava sendo remunerada da forma desejada, como várias outras pessoas. Aí veio essa oportunidade com a Privacy”, revelou.

Graziela iniciou na plataforma apenas por hobby, mas viu isto se transformar em sua principal fonte de renda. O sucesso foi reconhecido com um troféu da própria Privacy, além de permitir-lhe diversas conquistas pessoais, como viagens internacionais e até mesmo financiar seu casamento.

“A Privacy não só trouxe a questão financeira, mas uma maturidade para nós entendermos que ser criador de conteúdo é também uma empresa. Então hoje a Naturista não é só uma imagem, ela é uma empresa e ela emprega outras pessoas”, comentou Grazi, que hoje conta com uma equipe de assessoria.

Além de sua carreira como criadora de conteúdo, Graziela revelou sua paixão pelo esporte, principalmente musculação. A influenciadora conta que até mesmo realizou uma preparação para ser fisiculturista, mas não chegou a subir aos palcos.

O amor pela área é tão grande que Grazi revelou planos de se tornar nutricionista: “A nutrição está vindo muito forte para mim e eu pretendo abrir um consultório para poder atender pacientes”.

Por fim, a criadora da Privacy também contou que já foi fanática por futebol, especificamente pelo Grêmio, seu time de coração, pelo qual afirmou já ter participado até de torcida organizada.

“Sou gremista desde que eu me entendo por gente. Antes de conhecer o Fer (marido), eu era de frequentar estádio, de viajar para a Argentina na final da Libertadores. Eu já fiz tudo isso, todas as loucuras possíveis pelo Grêmio. Hoje, eu tô bem mais de boa”, comentou.

X/@GraziCazella

“Eu fazia parte da torcida organizada de São Paulo. Quando o Grêmio ganhou a Libertadores, eu senti no meu coração que era hora de parar, porque eu viajava muito, investia muito em jogos. Hoje é futebol com marido sentado em casa, mas antes eu era a torcedora da cancha” concluiu.

Quer conhecer mais sobre Graziela? Os conteúdos exclusivos dela estão disponíveis através do perfil @NaturistaFit

Tags

Últimos Posts